Final de semana registra 23 mortes em são Luís

A maioria das mortes registradas no final de semana em São Luís foi de homicídios, 18 no total.

O trânsito também matou muita gente; a maioria na MA-201, Estrada de acesso ao município de São José de Ribamar.

Com as últimas mortes registradas no ultimo final de semana, o número de homicídios na Grande São Luís, subiu para 56, e o mês ainda nem acabou.

Arma de Fogo

kelson Diones carvalho, 31 anos, mais conhecido por “Jhone Doido”, 31 anos  foi morto na tarde de sábado na rua Bom Jesus, número 12, São Bernardo, quase na porta de casa.

A vítima foi executada por dois homens que chegaram no local numa motocicleta e desferiram 05 tiros, um no braço, dois nas costas e dois na região da cabeça da vítima, que estava na condicional.

Ele era era envolvido com drogas e assaltos.

José Ribamar Sousa Coelho, 49 anos, morava na 1ª Travessa Presidente Médice, no Bairro de Fátima.

Ele foi assassinado no Bairro de Fátima por um homem identificado como José Ribamar Souza, vulgo “Zequinha”. A vítima levou cinco tiros e morreu no local do crime.

Zequinha, de 49 anos, já tinha diversas passagens pela polícia, por assalto, furtos e estupro. Os policiais suspeitam que o assassinato tenha sido cometido por questões de acerto de contas.

Outros crimes por arma de fogo

João Oliveira Soares Neto, 27 anos, morava na Avenida da Saudade, Nº 6, Cajupe, a vítima foi assassinada com um tiro no rosto na Vila Romário, bairro do São Raimundo;

Armando Vieira Lopes, 31 anos, que residia Jota Lima, R 15, Nº 3, vítima de cinco tiros foi morto em uma casa na Av. Brasil, localizada entre a Janaina e a Cidade Olímpica;

Jonas Mendes da Silva, o “Joaninha”, 22 anos, residia na Rua do Alto da Paz, Nº 20, no bairro da Aurora. Ele foi alvejado por cerca de 8 tiros na Cidade Olímpica, por um menor de 16 anos;

Rafael Pereira Rocha, 20 anos, residia na Rua 2, Q-8, C- 57, Residencial José Reinaldo;

João da Cruz Pereira Nascimento, 33 anos, morava na Vila Conceição, Nº 15; Ginaldo José da Silva, morreu quando se encontrava na UPA – Cohatrac;

Cristiano Sousa Paixão, 17 anos, morador da rua do Fio no bairro Rio Grande, foi encontrado em uma área conhecida como “Pedreira”, em Itapera-Maracanã (reveja fotos e mais detalhes aqui);

Herbert Maia de Araújo, 30 anos, Rua Marly Sarney, S/N, Ivar Saldanha;

Valmir Azevedo Serra, 23 anos, residia na Rua da Alegria, Nº 19, bairro do Coroadinho;

Fábio de Sousa Lima, 45 anos, Avenida do Fio, Cohatrac IV;

Jean Carlos Santos Cruz, 30 anos, R 4, C 11, Vila Mauro Fecury II;

Raimundo Nonato Rodrigues da Silva, R – 05; C – 20, Vinhais; Ailton Silva Sá, 25 anos, R 23, bairro da Vila Embratel; Alisson Cris Salenon, Rua Tomé de Sousa, bairro da Liberdade.

Arma Branca

Pablo Vieira Costa, 18 anos, residia na Rua da Palma, Nº 674, foi morto a facadas na área do Projeto Reviver, no Centro Histórico de São Luís;

Wenderson Ferreira Pereira, 20 anos, foi morto a facadas e deu entrada no IML com procedência da Rua dos Frades, bairro do Coroadinho, ele residia na Rua São Jorge também no Coroadinho;

Domingos Rodrigues Fonseca, 36 anos, Rua K, Vila do Povo, município de Paço do Lumiar;

Amilton Martins dos Santos, 21 anos, residia no município de Pirapemas;

Acidente Trânsito

Vicente Rocha Filho, 17 anos, morreu na MA 201, Estrada de Ribamar, mas residia no município de Pedro do Rosário;

Raimundo Nonato Rodrigues da Silva,  morador da R – 05, C – 20, no bairro do Vinhais e Jhon Lenon Carvalho Costa, 22 anos, que residia na Rua São Luís, município de São José de Ribamar, foram vítimas de acidente na Estrada de Ribamar (leia mais aqui);

Natanael Piris Cunha, residia na Vila Zumbi dos Palmares, São José de Ribamar;

Lucas Pereira Lima, 21 anos, residia no Maiobão (reveja fotos e mais detalhes aqui); Vicente Rocha Filho, 17 anos, Rua nossa Senhora da Conceição, município de Pedro do Rosário.

Curta também no Facebook a página do GI Portal, siga-nos no Twitter e envie informações à redação do portal por WhatsApp pelo telefone (98) 9214-2386 ou por email: redacao@gazetadailha.com.br

4 Comentários.

    Deusa diz:

    Só Deus para ter misericórdia de nós, e nos livrar da ira dos inimigos

    joao diz:

    A estrada de Ribamar não tem sinalização e nem retornos, é uma estrada muito perigosa.

    Samuel diz:

    Estamos passando nos últimos dias uma verdadeira guerra civil. Os homicídios registrados em nossa Ilha mostram que falta gestão compartimentada dos órgãos de segurança, seja Polícia Civil, Polícia Militar e até mesmo a Polícia Federal a qual continua em greve. Realizar um combate sério nas diversas Bocas de Fumo deve ser o principal objetivo para se ter uma redução dos números dos homicídios em nossa capital, pois sabemos que o tráfico de drogas é o carro chefe desses homicídios. Devemos também realizar uma campanha para a população a fim de que a mesma saiba que o criminoso quer apenas estas três coisa para cometer um ilícito: OPORTUNIDADE, BAIXO RISCO E ALTO LUCRO. Se a Segurança Pública, juntamente com a população conseguir apenas REDUZIR AS OPORTUNIDADES, então veja o que vai acontecer ao criminoso: AUMENTARÁ O SEU RISCO E ABAIXARÁ SEU LUCRO. Com relação ao nosso trânsito é apenas uma questão de interesse “dessas autoridades”, senão vejamos: devemos colocar os guardas de trânsito logo às 06:00h, diariamente, nos principais estrangulamentos de São Luís, ou seja, antes mesmo de começar o rush, situação está que deverá acontecer na volta para casa por volta das 16:30h. Devem utilizar motos para melhor agilizar o atendimento, para tanto podem ter como base os diversos Terminais da Integração. Finalizo informando que as viaturas da PM, devem ter instalados GPS para melhor agilidade no atendimento a sociedade. Espero ter ajudado com este comentário.

Deixe seu comentário

Clique Aqui


*